sábado, 9 de outubro de 2010

Campanhas Históricas: Desportiva no Brasileiro de 1979

O Campeonato Brasileiro de 1979 foi o mais “inchado” da história. Realizado pela CBD, contou com nada mais que 94 equipes. Naquele ano, três times capixabas participaram: Rio Branco, Desportiva e Colatina. E foi o time Grená que se destacou, fazendo uma belíssima campanha, dentro e fora de casa.


A primeira fase foi dividida em grupos de dez times, a Desportiva caiu no grupo B, junto com Criciúma e o próprio Colatina. O time capixaba, comandado pelo técnico Alfredo Abraão fez sua estréia longe de casa, no Paraná contra o Grêmio Maringá e não foi bem, perdeu por 2x0. Daí para frente foi uma sequência incrível de 12 jogos sem perder. O primeiro dessa série, também longe de casa, foi contra o São Paulo do Rio Grande do Sul: 2 x 1 para a Tiva. Em seguida, três jogos no Araripe: empate em 0x0 com a Chapecoense-SC e vitórias por 2 x 0 no Operário e 1 x 0 no Criciúma. Jogando mais uma vez no Rio Grande do Sul, a Desportiva empatou com o Brasil de Pelotas em 1x1. Em casa, mais uma vitória: 2 x 0 no Caldense. Contra o Colatina, o Grená ficou no 0x0 e depois voltou a vencer: 2x1 em cima do Caxias. Com essa campanha, a Desportiva terminou a primeira fase em segundo lugar do Grupo B com 15 pontos, 5 vitórias, 3 empates e 1 derrota.

Na segunda fase, o time de Cariacica caiu no grupo C, que contava com oito times, entre eles o Internacional (que viria a ser campeão invicto naquele ano) e o Atlético PR. O primeiro jogo foi em casa: empate com o Inter de Limeira por 2x2. Em seguida, vitória em cima do Anapolina: 2 x 1. Em Goytacaz, no Rio de Janeiro, a Desportiva venceu o time que leva o nome da cidade por 1 x 0. De volta à Cariacica, mais de 10 mil torcedores assistem o Grená vencer o Atlético PR por 1x0. Até o momento, a Desportiva era líder do grupo e garantia vaga na próxima fase, mas time capixaba tropeçou em Poços de Caldas e perdeu diante do fraco Caldense (que só havia vencido uma partida até o momento), partida crucial para a Desportiva, pois o jogo seguido era contra o impossível Internacional que vinha de 11 vitórias. O dia 25 de novembro de 79 é uma página triste na história da Desportiva, no Beira-Rio, no lance do primeiro gol do Colorado, o jogador Grená, Zé Rios, chocou-se com o centro-avante do Internacional e teve um sério traumatismo craniano, que o deixaria meses hospitalizado em Porto Alegre. Apesar da contusão, a Desportiva jogava com tranqüilidade e cozinhava o placar de um a zero. Mas no intervalo, os jogadores do clube capixaba ficaram abalados ao saber a real gravidade da lesão - naquele momento Zé Rios já passava por operação. Segundo o técnico Alfredo Abraão, muitos atletas pediram, inclusive, para a equipe não voltar para o segundo tempo. O jogo ficou 4x0 para o Inter. O último jogo da Desportiva foi em casa contra o São Paulo-RS, a Tiva aplica uma goleada de 4 x 0, mas acaba ficando em terceiro lugar no grupo, com 9 pontos, apenas 1 atrás do Atlético-PR e 2 do líder Internacional, ficando assim, fora da próxima fase. A Desportiva saiu daquele campeonato com a cabeça erguida e com uma campanha de fazer inveja: 9 vitórias, 4 empates e 3 derrotas, fazendo 20 gols.


Escalação (com os jogadores que mais atuaram)

Goleiros: Samuel/ Roberto costa)
Zagueiros: Edmar/ Zé Rios/ Araújo/ Bolivar/
Laterais: Suemar/ Paulo Lampa/ Lazinho/ Lóti/ Valdir/ Augusto/ Felisberto/ Fausto
Meio-campistas: Célio/ Evandro/ Vanderval/ Rota/ Didi/ Nivaldo/
Atacantes: Dário/ Gilberto/ Cacildo/ Ivanildo/ Hélio/ Silvio/ Evans/ Flavinho/ Peri/Orlando/ Zezinho/ Zuza
Técnico: Alfredo Abraão







Goleadores:

Célio (Célio Alves Rodrigues)- meio campo 5 gols
Dario (Aldacir Wágner da Costa) – atacante 4 gols
Zuza (José Antônio do Nascimento)- atacante 3 gols
Zezinho (José dos Santos Oliveira)- atacante 2 gols

Confira abaixo todos os jogos da Desportiva no Brasileiro de 1979

Grêmio Maringá 2 X 0 Desportiva - (gols: Neguinho (GRM) Zé Carlos (GRM)-
São Paulo-RS 1 X 2 Desportiva -gols: Cacildo (DES) Dário (DES)-
Desportiva 0 X 0 Chapecoense -
Desportiva 2 X 0 Operário-PR - gols: Dário (DES) Zuza (DES) -
Desportiva 1 X 0 Criciúma - gols: Célio (DES) -
Brasil de Pelotas 1 X 1 Desportiva - gols: Jorge Luis (BRP) Zuza (DES)
Desportiva 2 X 0 Caldense - gols: Célio (DES) Zezinho (DES) -
Colatina 0 X 0 Desportiva -
Desportiva 2 X 1 Caxias - gols: Zé Rios (DES) Zezinho (DES) Davi (CAX)
Desportiva 2 X 2 Inter de Limeira - gols: Célio (DES) Vicente Cruz (DES) Escurinho (INL) Marquinhos (INL)
Desportiva 2 X 1 Anapolina - gols: Orlando (DES) Zuza (DES) Zé Carlos (ANA)
Goytacaz 0 X 1 Desportiva - gols: Sílvio (DES)
Desportiva 1 X 0 Atlético-PR - gols: Célio (DES)
Caldense 1 X 0 Desportiva - gols: Natal (CAL)
Internacional 4 X 0 Desportiva - gols: Batista (INT) Bira,3(INT)
Desportiva 4 X 0 São Paulo-RS - Célio (DES) Evandro (DES) Dário,2(DES)

3 comentários:

  1. essa sim foi a minha gloriosa desportiva ferroviária, e não esse remendo de clube que está aí... valeu rafael, pela postagem! mesmo vc sendo um capa preta, valeu!eheh só de ver esse escudo de novo, ficon feliz! volta minha desportriva ferroviária!!

    ResponderExcluir
  2. rafael a de 81 foi melhor de mais de 80 clubes a tiva ficou em decimo sexto se tiver errado me corrija, nesse ano flamengo foi campeao so nao passamos de fase porque no quandrangular tinha
    flamengo
    santos
    ponte preta
    desportiva ferroviaria
    classificava so um e foi o fla nesse grupo a tiva ficou em segundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foi em 1980 a campanha que a Desportiva chegou na fase final e ficou em terceira no grupo, esta foi a melhor campanha capixaba na série A

      Excluir